07/11/2009

Eu sou do meu amado

Graça e paz do Senhor Jesus Cristo, alvo do nosso amor, de nossa devoção e de toda a nossa adoração!

Sabe, há um tempo, estive meditando em algo que o Senhor me fez lembrar hoje. Com o coração cheio de expectativas e certas preocupações lembrei-me do dia em que Deus mostrou-me uma verdade tremenda, embora simples e até mesmo óbvia, dentro do livro de Cantares: Eu sou do Meu Amado e o meu amado é meu. Ele me tem afeição. (Ct 6.3a e 7.10b)

Pertencer ao Senhor de forma tão doce e intensa sempre foi algo que busquei, mas sei que, infelizmente, na prática, nem sempre vivemos isso.

Vivemos atormentados por preocupações, tensões e o estresse por causa dos vários problemas e adversidades da vida. Nos desesperamos na busca por soluções imediatas para os males que nos afligem. Choramos, esperneamos por não compreender e muitas vezes até mesmo por não aceitar que as provações, tão necessárias para o nosso amadurecimento e crescimento espiritual, venham sobre nós. Contudo, não é isso que Jesus nos ensina. Ele nos diz, por diversas vezes, para não andarmos ansiosos e nem mesmo preocupados com coisa alguma (Mt 6.25-34).

É bem verdade que o sol e a chuva nasce e vem sobre todos... Tanto sobre os justos como sobre os maus (Mt 5.45). Entretanto, não somos do mundo... não temos por Pai o que habita no mundo.

Somos sim, filhos amados do Pai, SOMOS DO PAI, PERTENCEMOS AO PAI CELESTE e isto, com certeza, faz toda a diferença.

Precisamos deixar essa verdade penetrar e encher os nossos corações, na certeza que Deus, nosso Paizinho e Senhor, cuida de nós. Só assim conseguiremos nos deleitar na paz de Deus, aquela paz que excede a todo entendimento humano.

Na verdade, o que quero frisar em seu coração, o que quero que o Espírito Santo carimbe dentro do seu espírito, amado irmão, é que o mal não pode nos tocar! Satanás, por mais que tente não pode nos destruir, a não ser que venhamos a abrir brechas em nossas armaduras espirituais.

Mas, se permanecermos em Deus, e se Suas Palavras estiverem em nós (Jo 15.7) é certo que: por mais séria que seja a enfermidade, temos o direito e a esperança de cura; por mais numerosos e fortes que sejam nossos inimigos (Sl 27), o Senhor sempre, sempre nos dará a vitória; por maior que seja a ferida aberta em nossos corações, o amor e o toque do Senhor é poderoso para nos curar, restaurar, renovar e nos levantar novamente! Aleluias!

Isto tudo, por quê? Porque nós pertencemos a Ele e porque Ele nos tem afeição! Ou seja, Ele tem amor por nós (Ct 7.10b)!

Não há como não frisar isto. O amor de Deus nos constrange (2Co 5.14a). Nada se compara ao amor que Deus Pai, o filho e o Espírito Santo tem por nós!

JESUS com Seu sangue puro, santo, precioso nos comprou e nos entregou ao Pai. E, através de Seu sacrifício, desse doloroso preço pago (Fp 2.5-11), deixamos de ser simples criaturas e nos tornamos Filhos! Filhos eleitos do Pai! ‘Meninas dos olhos de Deus’!

E por isso Ele, O Senhor Deus Pai, tem legalidade total sobre nossas vidas. Nós pertencemos ao Senhor! Parece bobagem falar de uma coisa já tão falada. Mas nós não podemos nos esquecer que pertencemos a Ele, queridos. Nós somos do nosso Amado Senhor e mais, como diz o texto inicial de Cantares 7.10, Ele nos tem afeição! Não apenas somos dEle como também Ele é nosso.

O Salmo 16, verso 2, diz: “A minha alma diz ao Senhor: Tu és o meu Senhor, outro bem não possuo além de Ti.” Que palavra maravilhosa! Este texto nos revela que Deus é nosso Senhor e mais, Ele é o nosso bem. Nosso único bem. Ele nos pertence... Isso significa que, conseqüentemente, Sua vida, Sua graça, Sua misericórdia, Seu perdão, Sua cura, Sua restauração, Seu poder e, principalmente, Seu AMOR nos pertence. São nossos, porque o Nosso Amado é nosso!

Se pararmos para meditar na profundidade de todas estas palavras, começaremos a chorar e a adorar o Amado por tão profunda aliança. Aliança de temor e intimidade (Sl 25.15).

Esta verdade declarada em Cantares é o atestado de uma sagrada aliança! Temos uma Aliança eterna com Deus! E nessa aliança, com certeza, nosso pequeno e limitado coração pode com ousadia declarar: “Eu sou do meu Amado e o meu Amado é meu! Eu sou do meu amado, Ele me tem afeição!”

É mais que um elo verbal. É um elo de sangue, de morte; morte de cruz; elo de vida abundante em Cristo Jesus!

Que você possa deixar o Senhor olhar bem dentro do seu coração e inundar a sua alma de paz e da alegria dessa certeza: “NÓS PERTENCEMOS AO SENHOR!” Há um selo sobre a sua cabeça, onde está escrito em letras de sangue: “PERTENCE AO SENHOR!”

Em amor,

Thais Monteiro – Líder de Louvor e Adoração da Igreja Metodista no Campo Alegre em Pádua – Rio de Janeiro

Um comentário:

martins111 disse...

Primeiramente ao adentrar nesta página reconheço seu valor e a importância de seu autor(a) para a nobre causa do Senhor Jesus Cristo.
Dito isso, quero convidar você que está lendo estas minhas palavras, a prestar um pouco mais de atenção as revelações do Espírito Santo Verdadeiro em nossos dias.
Por se tratar de um assunto de interesse universal, pediria sua amável atenção, em uma breve, mais com certeza, produtiva visita ao nosso blog, onde estão depositadas Revelações do Senhor Jesus Cristo, para as quais peço encarecidamente que nos ajude a divulgar. Pois estamos vivenciando um memento muito sensível da palavra profética. Desde já suplico as bênçãos do Pai, do Filho e do Espírito Santo Verdadeiro sobre todo aquele que atender esse nosso chamado em nome do Senhor Jesus Cristo. Clique em martins111 - João Joaquim Martins. OU http://joaorevela.blogspot.com/